PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

É hora de comprar ações de tecnologia da informação após queda de preços

Estrategistas do Jefferies Group estão otimistas com perspectivas de empresas de tecnologia e aumentaram as estimativas para o S&P 500 IT Index

Estrategistas da Wells Fargo também melhoraram expectativas de ações de tecnologia
Por Subrat Patnaik
18 de Maio, 2022 | 04:13 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Após as fortes quedas nas ações de tecnologia da informação este ano nos Estados Unidos, os estrategistas do Jefferies Group estão otimistas com empresas como IBM (IBM), Cisco Systems (CSCO) e Microchip Technology (MCHP).

Eles elevaram sua estimativas para o S&P 500 IT Index para alta em nota nesta quarta-feira (18) e disseram que as ações ligadas a TI oferecem uma oportunidade de compra.

A visão mais positiva reflete um alívio na força do dólar e nos spreads de crédito e, pelo menos temporariamente, nas condições financeiras. Além disso, eles notaram melhorias recentes tanto nos novos pedidos quanto na carteira de pedidos das empresas de TI.

  dfd

Com as ações de crescimento desfavorecidas pelo aumento dos rendimentos de títulos e temores de uma desaceleração econômica, as ações de TI do S&P 500 (SPX) caíram 21% este ano. A relação preço-lucro caiu para níveis vistos pela última vez nos primeiros dias da pandemia.

PUBLICIDADE

Uma “corrida por dinheiro”, com os investidores descontando alguns cenários extremos de taxas de juros, “foi mais do que refletido na compressão dos múltiplos de mercado”, segundo estrategistas da Jefferies liderados por Sean Darby.

Os estrategistas do Wells Fargo (WFC) atualizaram seu portfólio de “Crescimento a Qualquer Preço” que inclui ações como Tesla (TSLA), Zoom (ZM) e DocuSign (DOCU) para neutro, dizendo que sua tese de baixa se esgotou.

“Debatemos internamente como e quando sair dessa tese de baixa”, escreveram os estrategistas do Wells Fargo liderados por Christopher Harvey. “Acho que a hora é agora”.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Investidores que apostam na queda das ações adotam nova estratégia

Sell-off no exterior mina humor e Ibovespa recua