PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Green

Onde está o maior caminhão a hidrogênio do mundo

Veículo é utilizado na mineração de platina, tem capacidade para transportar 315 toneladas de minério e foi apresentado na última sexta-feira

Maior caminhão movido a hidrogênio do mundo é apresentado na África do Sul
Por Antony Sguazzin
07 de Maio, 2022 | 06:06 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A Anglo American apresentou ontem (06/05) o maior caminhão movido a hidrogênio verde do mundo em uma mina de platina no nordeste da África do Sul, onde pretende substituir uma frota de 40 veículos movidos a diesel, cada um usando cerca de um milhão de litros do combustível fóssil por ano.

O projeto NuGen na mina de Mogalakwena usará a energia de uma usina solar de 140 megawatts para fornecer eletrolisadores de hidrogênio para dividir a água e fornecer aos caminhões, que podem transportar até 315 toneladas de minério cada, com combustível de hidrogênio. A Engie SA ajudou a Anglo a estabelecer o sistema.

PUBLICIDADE

O projeto, que deve ser totalmente implementado até 2026, é o primeiro passo para tornar oito das minas da empresa neutras em carbono até 2030, de acordo com Julian Soles, chefe de Desenvolvimento de Tecnologia, Mineração e Sustentabilidade da Anglo American. A empresa, que minera metais em todo o mundo, desde minério de ferro e platina até cobre, estabeleceu a meta de levar todas as suas operações a esse status até 2040.

As pessoas nos disseram há três anos que isso não vai acontecer, que isso não é uma boa ideia. Eles agora estão começando a prestar atenção”, disse Soles em uma apresentação na cidade sul-africana de Polokwane. “A visão para nós é ver isso implementado em nossos negócios e no setor de mineração. É escolha da Anglo comercializar isso.”

A mineradora, que dominou a economia da África do Sul por oito décadas antes de mudar sua sede para Londres em 1999, inicialmente abordou vários fabricantes de equipamentos com a ideia de construir uma frota de caminhões movidos a hidrogênio. Quando foi recusado, tomou a decisão de converter sua frota de diesel para usar o próprio combustível limpo.

PUBLICIDADE

Cerca de “80% do nosso consumo de diesel em nossas grandes minas é através do uso de caminhões grandes”, disse Soles. “O que realmente tivemos que construir foi um ecossistema completo. Um site solar fotovoltaico, um eletrolisador e um sistema de reabastecimento para criar um sistema de transporte de emissão zero.”

A frota de caminhões de transporte da Anglo American atualmente gera de 10% a 15% de suas chamadas emissões de Escopo 1, aquelas geradas diretamente de suas próprias atividades, disse Duncan Wanblad, CEO da Anglo American, em comunicado. O uso de hidrogênio não emite gases que aquecem o clima, enquanto o diesel sim. E com a água sendo dividida para criar o combustível usando a energia do sol, também não há emissões de carbono em seu processo de fabricação.

É um passo inteligente para a Anglo American, mas é um salto gigantesco para a economia de hidrogênio da África do Sul”, disse o presidente Cyril Ramaphosa em um discurso na mina para lançar o programa NuGen. “A economia do hidrogênio está nos chamando.”

Leia mais em Bloomberg.com

Leia também

Últimas BrasilMineraçãoAnglo Americanmeio ambiente
PUBLICIDADE