Agro

Esta é a Viatina, a vaca mais cara do mundo, avaliada em R$ 8 milhões

Animal teve 50% dos seus direitos vendidos por R$ 3,99 milhões durante leilão realizado em Uberaba, na Expozebu

vaca nelore é avaliada em quase R$ 8 milhões após ter 50% dos seis direitos negociados por R$ 3,9 milhões em leilão
02 de Maio, 2022 | 05:43 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — Investimento, estratégia de negócios ou prazer. Não é possível determinar as motivações que levaram o pecuarista mineiro Ney Pereira, proprietário da Agropecuária Napemo, a desembolsar quase R$ 4 milhões para adquirir 50% da vaca da raça Nelore Viatina-19 FIV Mara Móveis, mas o fato é que ele entrou para a história por deter, pelo menos em parte, uma parcela da vaca mais cara do mundo.

Ao pagar exatos R$ 3,99 milhões por metade dos direitos do animal, ele elevou seu valor de mercado para R$ 7,98 milhões, o mais alto já registrado por uma vaca da raça nelore no mundo. A compra foi realizada no segundo dia da Expozebu, considerada a maior feira pecuária de raças zebuínas do mundo, que abriu seus portões no último sábado (30/04), em Uberaba, durante o leilão Elo de Raça.

A vaca de 39 meses de idade é considerada uma fêmea jovem e uma das mais promissoras matrizes da raça Nelore. Antes da venda, os direitos do animal eram divididos entre a Fazenda Nelore Mara Móveis (25) e a Casa Branca Agropastoril (75%), do empresário Paulo de Castro Marques, um dos sócios da Biolab. Agora, Casa Branca e Napemo passam a dividir os resultados do material genético, como óvulos e embriões, que Viatina passará a produzir.

A Casa Branca tem por tradição investir na melhor genética e contribuir para a contínua valorização da pecuária brasileira. Nossos animais têm o atributo necessário para o aumento da produtividade, como precocidade de acabamento e fertilidade”, afirma Fabiana Marques Borrelli, diretora da Casa Branca.

PUBLICIDADE

Para se ter uma ideia do quanto a vaca mais cara do mundo vale, com cerca de R$ 8 milhões é possível comprar um apartamento de 500 metros quadrados nos Jardins, um dos bairros mais nobres de São Paulo. Outra possibilidade seria adquirir uma unidade de 350 metros no Surf Lodge Residences, no Boa Vista Village, empreendimento da JHSF muito cobiçado entre os frequentadores da Faria Lima.

Leia mais

Alexandre Inacio

Alexandre Inacio

Jornalista brasileiro, com mais de 20 anos de carreira, editor da Bloomberg Línea. Com passagens pela Gazeta Mercantil, Broadcast (Agência Estado) e Valor Econômico, também atuou como chefe de comunicação de multinacionais, órgãos públicos e como consultor de inteligência de mercado de commodities.

PUBLICIDADE