Mercados

Nasdaq desaba com disparada de rendimentos de Treasuries

O petróleo retomou a baixa com o maior surto de coronavírus da china em dois anos, aumentando as preocupações com a demanda do maior importador de petróleo do mundo.

Nasdaq desaba 2% com disparada de rendimentos de Treasuries
Por Abigail Moses
11 de Abril, 2022 | 03:25 pm
Tempo de leitura: 1 minuto
Últimascotações

Bloomberg — Os mercados de ações e de títulos dos EUA recuaram nesta segunda-feira com os investidores concentrando atenção na inflação e no impacto do aperto das políticas pelos bancos centrais.

As empresas de tecnologia lideraram as perdas no S&P 500 (SPX), enquanto o Nasdaq 100 (NDX) caiu até 2%. Os rendimentos dos Treasuries de dez anos (GT10) subiram até 2,78% pela primeira vez desde março de 2019, depois que o Federal Reserve sinalizou na semana passada aumentos acentuados das taxas e redução do balanço para conter as pressões sobre os preços.

O petróleo retomou a baixa com o maior surto de coronavírus da china em dois anos, aumentando as preocupações com a demanda do maior importador de petróleo do mundo.

O sentimento do mercado continua a ser moldado por um Fed agressivo na política monetária, interrupções no fornecimento de commodities causadas pela invasão da Ucrânia pela Rússia e a perspectiva de desaceleração econômica.

PUBLICIDADE

O surto de covid-19 na China continua a se espalhar apesar de um lockdown prolongado dos 25 milhões de habitantes de Xangai, com as restrições sobrecarregando as cadeias de suprimentos globais. Os investidores estão aguardando os relatórios de lucros deste mês para restaurar a confiança nas perspectivas para as ações.

“A inflação, o nervosismo da política monetária, o fechamento de Xangai e a invasão russa da Ucrânia mantêm os mercados reféns”, escreveu John Stoltzfus, estrategista-chefe de investimentos da Oppenheimer. “Os mercados permanecem propensos a rotação e reequilíbrio, pois multiplicidades de resultados incertos causam volatilidade e não faltam ponderações e projeções.”

O mercado de derivativos de crédito considerou que a Russian Railways JSC estava inadimplente depois de perder um pagamento de juros no mês passado. A Rússia disse que interromperá as vendas de títulos pelo resto do ano e tomará medidas legais se as sanções a forçarem a um default soberano.

Eventos para acompanhar esta semana:

PUBLICIDADE
  • Resultados corporativos: A temporada começa incluindo relatórios do Citigroup (C), JPMorgan Chase (JPM), Goldman Sachs (GS), Morgan Stanley (MS), Taiwan Semiconductor Manufacturing, Wells Fargo (WFC);
  • Ministros das Relações Exteriores da UE se reúnem, mais medidas contra Rússia na agenda, segunda-feira;
  • Relatório mensal do mercado de petróleo da OPEP, terça-feira;
  • A governadora do Fed, Lael Brainard, e o presidente do Fed de Richmond, Thomas Barkin, devem falar na terça-feira;
  • Decisão da taxa do Banco do Canadá, terça-feira;
  • Relatório de estoque de petróleo bruto da EIA, quarta-feira;
  • Decisão da taxa do Reserve Bank of New Zealand, quarta-feira;
  • China: Comércio, linhas de crédito de médio prazo, quarta-feira;
  • Decisão da taxa do BCE, quinta-feira;
  • Decisão política monetária do Banco da Coreia, quinta-feira;
  • EUA: vendas no varejo, pedidos iniciais de seguro-desemprego, estoques de negócios, sentimento do consumidor da Universidade de Michigan, quinta-feira;
  • A presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, e o presidente do Fed da Filadélfia, Patrick Harker, devem falar na quinta-feira;
  • EUA: mercados de ações e títulos fechados para a Sexta-feira Santa.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O índice S&P 500 (SPX) tinha baixa de 1,1% às 14h20 em NY (15h20 em Brasília);
  • O Nasdaq 100 (NDX) recuava 1,9%;
  • O índice Dow Jones Industrial Average (INDU) caía 0,8%;
  • O MSCI World recuava 1,1%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) subia 0,1%;
  • O iene japonês (JPY) caía 1% a 125,58;
  • O euro (EUR) subia 0,1% a US$ 1,0892;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subia sete pontos básicos para 2,78%;
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha subia 11 pontos base para 0,82%;
  • O rendimento de 10 anos do Reino Unido subia 10 pontos base para 1,85%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) caía 4% para US$ 94,37 o barril;
  • O ouro subia 0,3% para US$ 1.950,50 onça.

(atualizado às 15h20 com cotações mais recentes)

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE