PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Wall Street volta a cair com inflação e alta de rendimento dos Treasuries

Movimento ocorre após inflação acelerar pelo sexto mês consecutivo e o ataque russo à Ucrânia se intensificar

The New York Stock Exchange (NYSE) is reflected in a mirrored doorway in New York, U.S. Photographer: Michael Nagle/Bloomberg
Por Srinivasan Sivabalan
09 de Março, 2022 | 06:12 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os mercados de ações dos EUA caíram no início do pregão e os rendimentos dos títulos do Tesouro americano subiram depois que a inflação acelerou pelo sexto mês consecutivo e o ataque russo à Ucrânia se intensificou.

O S&P 500 (SPX) caiu 1,1% após registrar a maior alta na quarta-feira desde junho de 2020, com os investidores digerindo dados de inflação que ficaram dentro das estimativas, mas ainda não refletem o aumento do petróleo após a invasão da Ucrânia pela Rússia. O Nasdaq 100 (NDX), referência em tecnologia, caiu 1,7%, a maior baixa entre os principais benchmarks. O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos (GT10) caiu brevemente após os dados antes de voltar a subir 3 pontos base para 1,98%.

PUBLICIDADE

O isolamento da Rússia afetou os mercados de commodities, provocando temores de uma nova desaceleração no crescimento global e um aumento na inflação já impulsionado por problemas de oferta relacionados à covid nos preços ao consumidor, que subiram 7,9% em fevereiro em relação ao ano anterior e 0,8% no mês, refletindo maiores custos de gasolina, alimentação e moradia.

“O mercado provavelmente já precificou o aumento da inflação de acordo e, em vez disso, está focado na Ucrânia e no impacto a commodities, que já estão causando choques pelo mercado”, disse Mike Loewengart, diretor administrativo de estratégia de investimento da E*Trade do Morgan Stanley (MS).

A Ucrânia e a Rússia não conseguiram fazer progressos na interrupção da guerra e na redução de diferenças nas primeiras conversações de alto nível entre seus ministros das Relações Exteriores desde o início da invasão russa. As ações subiram na quarta-feira em meio a uma retração nos preços do petróleo e depois que um importante assessor do presidente da Ucrânia disse que o país estava aberto a discutir a demanda da Rússia por neutralidade, desde que recebesse garantias de segurança.

PUBLICIDADE

O rublo (RUB) foi negociado em alta após uma queda de 13% na quarta-feira.

Entre as criptomoedas, o Bitcoin (BTC) caiu para menos de US$ 39 mil, após uma forte alta nos tokens digitais desencadeada pelo otimismo sobre uma iminente revisão da supervisão de criptomoedas que poderia fornecer clareza regulatória para os investidores.

Aqui estão alguns eventos importantes desta semana:

  • Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, fala após reunião de política, quinta-feira;
  • EUA: CPI, pedidos de seguro desemprego, quinta-feira;

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O índice S&P 500 (SPX) tinha baixa de 1,07% às 11h em NY (13h em Brasília);
  • O Nasdaq 100 (NDX) caía 2,2%;
  • O índice Dow Jones Industrial Average (INDU) recuava 1,2%;
  • O MSCI World recuava 0,3%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) subia 0,2%;
  • O iene japonês (JPY) recuava 0,3% para 116,16 por dólar;
  • O euro (EUR) subia 0,6% para US$ 1,1015;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subiu seis pontos base para 2,01%;
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha subiu seis pontos base para 0,28%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subiu 0,4% para US$ 109,17 o barril;
  • O ouro subiu 0,6% para US$ 1.999,40 a onça.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE