PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Rublo volta a ser negociado e cai 11% em relação ao dólar na Rússia

Banco da Rússia proibiu temporariamente os bancos de vender dinheiro em espécie para cidadãos que ainda não possuem contas em moeda estrangeira

Rublo
Por Masaki Kondo e Netty Ismail
09 de Março, 2022 | 10:30 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O rublo (RUB) voltou a ser negociado nesta quarta-feira, marcando a primeira oportunidade para os traders locais de reagir a uma série de acontecimentos negativos para a Rússia, incluindo sanções e restrições às principais exportações do país.

A turbulência do mercado desencadeada pela invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro forçou o banco central a fechar totalmente as negociações. Desde então, os EUA e Reino Unido proibiram as importações de petróleo da Rússia, a Fitch Ratings alertou que o default agora parece “iminente”, e o JPMorgan Chase & Co. (JPM) e a Bloomberg LP removeram os ativos russos de seus índices.

PUBLICIDADE

A moeda caiu 11% para 117,70 por dólar, levando sua queda este ano para quase 40% - de longe o pior recuo globalmente.

Além dos controles de moeda na semana passada que impediram os estrangeiros de vender ou receber pagamentos em títulos locais, o Banco da Rússia proibiu temporariamente os bancos de vender dinheiro em espécie para cidadãos que ainda não possuem contas em moeda estrangeira. No mês passado, a autoridade monetária mais que dobrou sua taxa básica para 20%.

“O mercado claramente carece de liquidez adequada”, disse Piotr Matys, analista da InTouch Capital Markets Ltd. “O rublo continua sob pressão de venda após outra enxurrada de medidas punitivas”.

PUBLICIDADE

A negociação offshore apontou para poucas transações reais, com o spread indicativo de 7,4% em relação ao preço cotado. O custo de proteção contra novas quedas na moeda subiu para o maior patamar já registrado nesta semana.

“Os mercados da Rússia terão que lidar com os preços da iliquidez, sanções comerciais e financeiras”, disse Ray Choy, chefe de economia e pesquisa da Opus Asset Management Sdn Bhd em Kuala Lumpur. “O rublo só pode ficar mais fraco.”

No exterior, o rublo caiu 8,5%, a 139,3850 por dólar, mais de 8% mais fraco na semana.

Sinais de socorro

Na Ásia, o rublo caiu para uma mínima histórica de 20,5718 por yuan, em comparação com apenas 13,2817 no final de fevereiro. Vários bancos chineses suspenderam a negociação do par de moedas na semana passada, com sinais de angústia aparecendo no maior spread de compra e venda de todos os tempos.

Embora o sentimento em relação ao rublo permaneça profundamente negativo, a queda de quase 40% da moeda no mês passado e o custo crescente para vender a descoberto sugerem que há alguma perspectiva de pelo menos uma recuperação temporária.

“Do ponto de vista de um especulador, vender o rublo agora pode ser como chegar tarde à festa”, disse Matt Simpson, analista de mercado sênior do City Index em Sydney. Com o banco central da Rússia “revivendo o comércio onshore, é um ato de confiança que não é ideal para um cenário de baixa”, disse ele.

PUBLICIDADE

--Com assistência de Wenjin Lv, Lilian Karunungan e Karl Lester M. Yap.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE