Internacional

EUA: Seguro-desemprego cai além da projeção e fica em 223 mil

Economistas estimavam em pesquisa para a Bloomberg que número de pedidos bateria 230 mil na semana encerrada em 5 de fevereiro

Mercado de trabalho dá sinais de recuperação
Por Olivia Rockeman e Emma Kinery
10 de Fevereiro, 2022 | 11:05 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os pedidos de seguro-desemprego ao governo dos Estados Unidos caíram pela terceira semana, à medida que os casos de covid-19 também continuam caindo, solidificando a força do mercado de trabalho após um aumento nos pedidos induzido pela onda causada pela variante ômicron.

Os pedidos iniciais de seguro-desemprego chegaram a 223 mil – apresentando queda de 16 mil – na semana encerrada em 5 de fevereiro, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho na quinta-feira (10). A estimativa mediana foi de 230 mil pedidos em pesquisa da Bloomberg com economistas.

Os pedidos contínuos de benefícios estaduais caíram para 1,62 milhão na semana encerrada em 29 de janeiro.

Os pedidos de seguro-desemprego vêm apresentando queda nas últimas semanas, à medida que o mercado de trabalho se recupera da onda de ômicron, que levou a um aumento nos pedidos de desemprego durante o feriado de Ano Novo. Mais amplamente, os pedidos estão tendendo a níveis pré-pandemia, à medida que as empresas se esforçam para reter e atrair talentos em meio à escassez de mão de obra, mantendo as demissões em uma baixa recorde.

PUBLICIDADE

--Com a colaboração de Jordan Yadoo.

--Mais informações a seguir.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE