PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Futuros de Wall Street sinalizam recuperação após dois dias de baixa

Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA de 10 anos caíam mesmo com a expectativa de que devem atingir 2%

Mercados
Por Sunil Jagtiani
19 de Janeiro, 2022 | 09:51 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os mercados asiáticos de ações asiáticas iniciaram os negócios desta quinta-feira com cautela, após um recuo nas ações dos EUA durante uma sessão agitada de Wall Street, com os investidores pesando os ganhos e as implicações de uma política monetária mais apertada.

As ações sobem no Japão, oscilam na Coreia do Sul e recuam na Austrália. Já os contratos futuros de índices dos EUA têm leve alta depois que o S&P 500 (SPX) oscilou entre ganhos e perdas antes de fechar em baixa de 1%. A rotação nas carteiras de investimento, que levas à venda de ações de tecnologia deixou o Nasdaq Composite (CCMPDL) em território de correção, após recuar mais de 10% do pico registrado em novembro.

PUBLICIDADE

Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA com vencimento mais longo caíram, mas permanecem ainda elevados na semana devido a preocupações com a inflação e a perspectiva de aumentos das taxas do Federal Reserve. O petróleo bruto segue em forte alta, enquanto o ouro permanece no maior patamar em dois meses. O dólar reduziu os ganhos recentes em relação às demais moedas globais.

Política monetária

Na China, espera-se que os credores reduzam os custos dos empréstimos novamente depois que o banco central cortou as taxas de empréstimo e prometeu mais flexibilização para uma economia que luta com uma desaceleração imobiliária e paralisações parciais para conter a covid.

O tema dominante para os mercados continua sendo os aumentos prospectivos das taxas do Fed e a possível redução do balanço em títulos do Tesouro a partir do final de 2022. A retirada de estímulos ameaça injetar mais volatilidade em uma série de ativos.

PUBLICIDADE

“O mercado agora está enfrentando incertezas em relação aos aumentos das taxas e ao balanço”, escreveu Steven Englander, chefe global de pesquisa FX do G-10 no Standard Chartered Bank (STAN), em nota. Ele acrescentou que “vemos, portanto, espaço para que a volatilidade recente continue no curto prazo”.

O presidente Joe Biden disse que é trabalho do Fed controlar a inflação mais rápida em décadas e apoiou os planos do banco central de reduzir os estímulos monetários.

Ele também indicou que sua agenda econômica de US$ 2 trilhões terá que ser desfeita e disse que ainda não está pronto para aliviar as tarifas sobre a China. Sobre a tensão Rússia-Ucrânia, ele disse acreditar que a Rússia “se mudará” para a Ucrânia, acrescentando que tal medida prejudicaria o presidente Vladimir Putin.

Nos EUA, os lucros de empresas como Morgan Stanley (MS), UnitedHealth Group Inc. (UNH) e Procter & Gamble Co. (ACN) ajudaram a sustentar o otimismo.

O que acompanhar essa semana:

  • Netflix está entre as empresas que divulgam ganhos durante a semana;
  • Dados dos EUA incluem pedidos de auxílio-desemprego na quinta-feira (20);
  • Decisões de taxas de juros da Indonésia, Malásia, Noruega, Turquia e Ucrânia, quinta-feira;
  • Relatório de inventário de petróleo bruto da EIA, quinta-feira;

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

PUBLICIDADE

Ações

  • Os futuros de S&P 500 (ESH2) subiam 0,1% pouco antes das 9h50 em Tóquio (21h50 em Brasília). Na quarta, o S&P 500 (SPX) caiu 1%;
  • Os futuros do Nasdaq 100 (NQH2) tinham alta de 0,2%. Na quarta, o Nasdaq 100 (SDX) caiu 1,1%;
  • O índice Topix (TOPIX), de Tóquio, subia 0,9%;
  • O S&P/ASX 200 da Austrália (AS51) tinha baixa de 0,1%;
  • Índice Kospi (KOSPI), de Seul, subia 0,1%;
  • O índice Hang Seng (HSI), de Hong Kong, recuava 0,1%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) operava estavel;
  • O euro (EUR) estava em US$ 1,1345;
  • O iene japonês (JPY) estava em 114,39 por dólar;
  • O yuan offshore (CNH) estava em 6,3507 por dólar;

Renda fixa

PUBLICIDADE
  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos (GT10) recuava um ponto-base para 1,86%;
  • O rendimento dos títulos da Austrália de 10 anos subia um ponto-base para 2,01%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) caia 0,9%, para US$ 86,14 o barril;
  • O ouro (XAU) estava sendo negociado a US$ 1.839,78 a onça.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE