Ações da Lojas Americanas deixam de ser negociadas na próxima segunda

LAME3 e LAME4 serão negociadas pela última vez amanhã e acionistas receberão papéis da AMER3 após incorporação

Ações das Lojas Americanas (LAME3 e LAME4) vão deixar de ser negociadas, e acionistas vão receber AMER3 como previsto pelo processo de simplificação da estrutura acionária da companhia
20 de Janeiro, 2022 | 10:45 AM
Últimas cotações

São Paulo — A partir da próxima segunda-feira (24), as ações da Lojas Americanas (LAME3 e LAME4) deixam de ser negociadas no pregão da B3. Esses papéis terão amanhã (21) seu último dia de negociação. Isso se deve ao processo de incorporação de Lojas Americanas S.A. por Americanas S.A. , aprovada no último dia 10 de dezembro. Com essa simplificação societária, a Bolsa só terá a ação AMER3, de Americanas S.A., listada.

Os acionistas de ações LAME3 e LAME4 ao final do pregão de amanhã podem negociar, a partir de segunda, suas novas ações AMER3, que serão creditadas na próxima quarta-feira (26). O prazo para exercício do direito de retirada desses acionistas terminou no último dia 13 de janeiro.

Veja mais: Americanas conclui aquisição da Hortifruti Natural da Terra

Na última terça, a companhia informou que foi exercido o direito de retirada por acionistas de 2.934.085 ações ordinárias de Lojas Americanas. O pagamento do valor de reembolso da ação de quem optou por exercer o direito de retirada será efetuado amanhã. Os acionistas dissidentes receberão, por cada ação ON de Lojas Americanas, R$ 5,49.

PUBLICIDADE

Foram emitidas 355.821.073 novas ações ordinárias de Americanas, em favor dos acionistas de Lojas Americanas, no encerramento do pregão de amanhã, quando haverá o recebimento de 0,188964 ação ordinária de Americanas para cada ação ordinária ou preferencial de Lojas Americanas.

Ontem, LAME3 e LAME4 fecharam com forte alta, em meio à expectativa de que, ao término desse processo de incorporação, a companhia realize uma operação de M&A (fusões e aquisições), como sinalizou no ano passado. LAME3 subiu 10,01%, cotada a R$ 6,26. LAME4 avançou 9,4% para R$ 6,28. Em agosto, o grupo varejista admitiu ter iniciado conversas para compra do controle da Marisa, especializada em varejo de roupas femininas. O jornal Valor Econômico noticiou, na época, que Americanas estudava pagar essa aquisição com troca de ações.

Ontem, a assessoria da Marisa enviou posicionamento à reportagem dizendo que não comenta “especulações” de mercado. Americanas não respondeu ao pedido de comentários. Ontem, a ação da Marisa (AMAR3) subiu 3,81% para R$ 2,99, após máxima de R$ 3,16.

PUBLICIDADE

Com a estrutura societária simplificada, Americanas passa a ter uma única ação listada no Novo Mercado da B3, que melhora a governança corporativa, elimina o desconto de holding de LAME3 e LAME4, aumenta a liquidez de AMER3 e melhora o entendimento da companhia, segundo comunicado da companhia divulgado em novembro.

A operação de simplificar sua estrutura societária ocorre antes da listagem internacional de sua ação na bolsa americana Nasdaq. “Teremos uma só Americanas: para clientes e investidores”, disse Miguel Gutierrez, CEO da Americanas S.A., em comunicado no dia 3 de novembro.

Leia também

Petróleo cai da alta de 7 anos com Biden se comprometendo com preços

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.