PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Itaú descarta oferta pelo varejo do Citi no México: Fontes

Analistas apontaram que o banco brasileiro poderia ser um potencial interessado

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Itaú (ITUB4) não tem planos de fazer uma oferta pelas operações de banco de varejo do Citigroup no México, segundo pessoas a par do assunto.

Analistas, incluindo Jorge Kuri, do Morgan Stanley, escreveram na quarta-feira que o Itaú poderia ser um potencial interessado, e o ex-presidente do Itaú e agora copresidente do conselho, Roberto Setubal, havia dito em 2014 que o banco com sede em São Paulo teria interesse no varejo do México. Mas a situação agora para o Itaú é diferente, assim como os planos, disseram as pessoas.

PUBLICIDADE

O Itaú não quis comentar. Mas, em junho de 2021, durante o dia do investidor do Itaú, seu presidente Milton Maluhy disse: “Nosso foco hoje em dia é melhorar as operações que já temos. Investindo onde a gente já tem operações relevantes mas sem uma grande ambição de crescer além do que a gente já tem hoje.”

O Citigroup anunciou na terça-feira que planeja sair de suas operações de varejo, pequenas e médias empresas no México em meio a uma reformulação mais ampla orquestrada pela presidente Jane Fraser. A saída pode ser por meio de uma venda ou por meio uma oferta pública de ações, disse o Citigroup, que manterá os negócios de atacado no país.

Em junho de 2016, menos de dois anos após expandir suas operações no México, o Itaú chegou a um acordo para vender sua corretora e focar em países da América Latina onde tem maior presença. Também em 2016 reduziu sua presença de banco corporativo e de investimento no país.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também: Citibanamex pode interessar Itaú, Azteca e Inbursa, dizem analistas

PUBLICIDADE