PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro

Meta de céu azul em Olimpíadas pressiona oferta de fertilizantes

Três plantas no norte da província de Shanxi foram solicitadas a operar com 50% da capacidade devido à poluição

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — As fábricas de ureia da China estão sendo afetadas com a campanha de Pequim para garantir um céu azul durante os Jogos Olímpicos de Inverno, que inclui ordens para fechamento de fábricas para reduzir a poluição do ar.

Três plantas no norte da província de Shanxi foram solicitadas a operar com 50% da capacidade devido à poluição, elevando os preços domésticos do fertilizante de nitrogênio, disse o analista do Scotiabank Ben Isaacson. Os contratos futuros em Zhengzhou subiram quase 5% na sexta-feira, para o maior nível desde outubro, mas reduziram os ganhos esta semana.

PUBLICIDADE

Veja mais: E aí, Mercado, vamos falar sobre ‘justiça climática’?

À medida que Pequim aumenta os controles de poluição antes dos jogos de inverno em fevereiro, mais fábricas de ureia podem receber a recomendação para suspenderem ou reduzirem a produção. A China, um importante fornecedor de ureia, sulfato e fosfato para o mercado global, reduziu as exportações de fertilizantes desde o final do ano passado para proteger a oferta doméstica, uma medida que agravou um choque global de preços e arriscou aumentar ainda mais a inflação de alimentos.

“A oferta de exportações chinesa está firmemente fora do mercado até maio”, disse o analista da Bloomberg Intelligence Alexis Maxwell.

PUBLICIDADE

As perspectivas para a ureia também dependem do custo de fontes de energia como carvão e gás natural, que aumentaram em todo o mundo devido à escassez e à necessidades de aquecimento no inverno.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE