promo
Negócios

Ikea abre maior loja do mundo nas Filipinas em expansão global

Empresa, que possui mais de 460 lojas físicas em 60 mercados, planeja abrir aproximadamente 60 unidades neste ano

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Ikea abriu sua maior loja do mundo nas Filipinas, com novas instalações de 67.800 metros quadrados em Manila, pedra angular dos planos de expansão da gigante de móveis na Ásia.

A inauguração desta quinta-feira foi celebrada com evento realizado na cafeteria da loja com a presença do secretário de Comércio das Filipinas, Ramon López, e do ministro de Relações Exteriores, Teodoro Locsin.

A Ikea segue os protocolos da Covid-19 depois que a inauguração da loja foi adiada em meio à pandemia, com um sistema de reservas online que já está completo nas próximas duas semanas, de acordo com o gerente da loja, Georg Platzer. Os clientes devem usar máscaras e manter o distanciamento.

A inauguração ocorre no momento em que a Ikea amplia sua presença no comércio eletrônico, o que se mostrou oportuno durante a pandemia.

Os pedidos online agora respondem por 26% das vendas globais. A empresa, que possui mais de 460 lojas físicas em cerca de 60 mercados, planeja abrir aproximadamente 60 unidades no ano fiscal atual. E a varejista não olha apenas para a Ásia: planeja estrear na América do Sul no segundo trimestre de 2022 com uma filial em Santiago do Chile.

“Sempre tivemos o plano de vir para as Filipinas”, disse Platzer. “É uma economia de crescimento muito bom, classe média em expansão e ambiente doméstico positivo para varejistas de móveis domésticos. Acho que era hora de finalmente abrir.”

A estreia nas Filipinas ocorre apesar da previsão da Ikea de um ano mais difícil em 2022 devido aos congestionamentos logísticos e aumentos de preços das matérias-primas provocados pela pandemia.

Apesar da crise de abastecimento e dos desafios para manter as lojas e depósitos estocados, a empresa conseguiu registrar vendas recordes no ano passado. Jon Abrahamsson Ring, CEO da Inter Ikea, franqueadora mundial da marca, disse à Bloomberg em outubro que sua meta é tornar a Ikea “ainda mais acessível” transferindo uma parcela maior de novos produtos para um segmento de preço mais baixo.

Veja mais em bloomberg.com