PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Perspectiva de mercado equilibrado pesa sobre minério de ferro

Brasileira Vale projeta desaceleração da demanda na China, mas espera que a economia se recupere após o primeiro trimestre do ano que vem

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O minério de ferro reage às previsões da Vale de um mercado equilibrado em 2022 e o impacto sobre mineradoras em meio à queda dos preços nos últimos meses.

A segunda maior produtora mundial de minério de ferro prevê equilíbrio entre oferta e demanda no ano que vem e espera aumentar as vendas da commodity no período, disse o vice-presidente executivo de Ferrosos, Marcello Spinelli, durante conferência sobre o setor de aço. A Vale também projeta desaceleração da demanda downstream na China, mas espera que a economia se recupere após o primeiro trimestre do ano que vem.

PUBLICIDADE

A indústria siderúrgica da China teve que reduzir a produção e as emissões este ano, depois que autoridades se comprometeram a manter o volume abaixo do recorde do ano passado. A produção de aço mensal caiu para uma mínima de quase quatro anos em outubro, enquanto os estoques de minério têm se acumulado nos portos e usinas enfrentam margens mais fracas.

Veja mais: Entenda os impactos do mercado sobre as criptomoedas

Os preços do ingrediente siderúrgico mostram baixa em relação à máxima de maio, o que afetou produtores de minério. Na Austrália, a Mineral Resources cortou a estimativa de produção de seu polo de minério de ferro de Yilgarn nos 12 meses até junho de 2022. A empresa disse que deixará de produzir toneladas de minério de alto custo devido ao ambiente de preços baixos.

PUBLICIDADE

“O ambiente operacional mudou muito rapidamente”, disse a Mineral Resources. As cotações de referência do minério caíram significativamente, os descontos aumentaram, enquanto os custos operacionais estão sob pressão de um mercado de trabalho apertado, acrescentou a empresa. Enquanto isso, os preços das ações das principais mineradoras estão em território negativo.

Os papéis da Rio Tinto acumulam baixa de mais de 20% este ano na Austrália, enquanto a ação da Fortescue Metals se desvalorizou cerca de 30%.

Os contratos futuros do minério de ferro perdiam 3,1%, cotados a US$ 86,10 a tonelada às 15h13 de Singapura. Os futuros da Bolsa de Dalian fecharam com queda de 5%, enquanto os contratos de bobina a quente e vergalhão também caíram em Xangai.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE