PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ásia inicia quinta com perdas, mas futuros de NY sobem apesar de temor com inflação

Dólar e rendimentos dos Treasuries recuam após ganhos registrados nas últimas sessões; petróleo aprofunda desvalorização

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os mercados asiáticos de ações iniciaram os negócios desta quinta-feira com perdas, em meio a perspectivas de um aperto mais rápido da política monetária para combater a inflação durante a recuperação econômica global. O rendimento dos títulos do Tesouro dos EUA e o dólar recuam após várias sessões em alta.

As ações recuam no Japão, mas sobem na Austrália no começo da manhã desta quinta. Os futuros do S&P 500 e do Nasdaq têm leve alta. Na quarta, as ações americanas recuaram em meio a dados de construção de casas sinalizando aumento dos preços de materiais e escassez de mão de obra, enquanto as ações da varejista Target Corp. afundaram com a preocupação de que o aumento dos custos afetaria as margens.

PUBLICIDADE

O dólar recua de seu nível mais alto em mais de um ano. O iene registrou seu maior ganho desde agosto - logo após ter atingido a maior baixa cotação em quatro anos contra o dólar na terça-feira. Os títulos do Tesouro seguem pressionados apesar de uma recepção morna para um leilão de notas de 20 anos.

O petróleo manteve o ritmo de perdas com a perspectiva de liberação de suprimentos das reservas estratégicas. Os metais industriais emitiram um raro alerta sincronizado sobre a oferta restrita: os preços à vista de insumos como alumínio e zinco na Bolsa de Metais de Londres estão todos acima dos futuros - um estado conhecido como “backwardation”.

Os investidores estão lutando com o risco de que o Federal Reserve reduza as compras de ativos e aumente as taxas de juros mais rapidamente do que o esperado para lidar com as pressões sobre os preços. Os investidores também estão esperando para ver se o presidente Joe Biden reconduz o atual titular Jerome Powell ou Lael Brainard para presidente do Fed.

PUBLICIDADE

“Com essas leituras de inflação mais recentes, há alguma preocupação de que o Fed irá reduzir a quantidade de compras de títulos - ou acelerar essa redução”, disse Michael Arone, estrategista-chefe de investimentos da State Street Global Advisors, à Bloomberg Television. “Isso seria uma surpresa para os mercados e poderia induzir alguma volatilidade.”

Ele acrescentou que, embora Brainard e Powell estejam amplamente alinhados com a política monetária, espera-se que Brainard seja um pouco mais dovish, o que significa que “as taxas de prazo mais longo seriam menores por mais tempo”, ajudando as ações de tecnologia.

Na China, os ganhos do Alibaba Group Holding Ltd. fornecerão um respiro para o impacto do aperto regulatório de Pequim. Uma diminuição no lucro líquido para os três meses até setembro marcaria a primeira queda consecutiva de lucros trimestrais da empresa desde o início de 2019.

PUBLICIDADE

Em outros lugares, o ouro manteve um avanço devido às preocupações com a inflação, enquanto o Bitcoin flutuou em torno de US$ 60 mil.

O que acompanhar esta semana:

  • Índice do Conference Board dos EUA, pedidos iniciais de auxílio-desemprego, quinta-feira;
  • Richard Clarida e Mary Daly do Fed falam na Conferência de Política Econômica da Ásia, sexta-feira;

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

PUBLICIDADE

Ações

  • Futuros do S&P 500 tinham alta de 0,03% pouco depois das 11h em Tóquio (23h da quarta em Brasília). O S&P 500 caiu 0,3% na quarta;
  • Futuros do Nasdaq 100 subiam 0,15%. O Nasdaq 100 recuou 0,33% na quarta;
  • Índice Topix de Tóquio recuava 0,5%;
  • Índice S&P/ASX 200 da Austrália subia 0,2%
  • Índice Hang Seng, de Hong Kong, recuava 1,3%

Moedas

  • O iene japonês estava em 114,19 por dólar;
  • O yuan offshore era negociado a 6,3746 por dólar;
  • O índice Bloomberg Dollar Spot operava estável;
  • O euro estava em US$ 1,1321;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos caia quatro pontos-base para 1,59%;
  • O rendimento dos títulos de 10 anos da Austrália caia seis pontos base para 1,81%

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate estava em US$ 77,69 o barril, com baixa de 0,9%;
  • O ouro estava em US$ 1.868,79 a onça

- Com a ajuda de Payne Lubbers.

(atualizado às 23h com abertura dos negócios em Hong Kong)

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE