Tech

Apple venderá peças de produtos para que clientes façam seus próprios reparos

Programa Self Service Repair permitirá que usuários consertem a tela, a bateria e a câmera de seus iPhones

O programa de reparo será lançado primeiro para iPhones e, posteriormente, se estenderá para Macs
Por Jillian Deutsch
17 de Novembro, 2021 | 07:42 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Apple começará a disponibilizar peças e ferramentas para que os clientes consertem seus próprios aparelhos, uma mudança significativa nas políticas da companhia sobre quem pode fazer reparos em dispositivos de maior valor.

Anunciado nesta quarta-feira (17), o programa Self Service Repair permitirá que as pessoas consertem a tela, a bateria e a câmera de seus iPhone 12 e iPhone 13. Posteriormente, os clientes poderão consertar computadores Mac com chips M1. O serviço estará disponível apenas nos Estados Unidos a partir do início do próximo ano, mas se expandirá para mais países ao longo de 2022.

A Apple e outras empresas de tecnologia mantiveram um controle rígido sobre os reparos, limitando o fornecimento de peças e ferramentas a lojas certificadas. Mais da metade dos estados americanos considerou implementar leis que forçariam as empresas de eletrônicos, incluindo a Apple e a Microsoft, a facilitarem o conserto de dispositivos pelos próprios clientes, mas muitos foram rejeitados.

A Apple disse que, atualmente, tem mais de 5.000 provedores de serviços certificados da empresa e 2.800 provedores de reparos independentes.

PUBLICIDADE

“A criação de maior acesso às peças genuínas da Apple dá aos nossos clientes ainda mais opções caso seja necessário um reparo”, escreveu Jeff Williams, diretor de operações da Apple, no comunicado.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Netflix Games para iPhone e iPad conta com sistema de pagamento da Apple

Apple estuda funcionalidades voltadas para criptomoedas, diz Cook