promo
Mercados

Follow-on da Petz; Balanços Ânima, Eletrobras: Radar SA

O que a Petz pretende com mais R$ 1 bi, entraves à fusão Localiza-Unidas no Cade e novo leilão da Cedae (RJ) em dezembro

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — (Bloomberg) -- A rede de pet shops Petz, que estreou na bolsa em setembro do ano passado, pode levantar perto de R$ 1 bilhão em uma oferta primária de 41 milhões de ações. A empresa quer usar os recursos para acelerar a abertura de lojas e o crescimento com aquisições e novos negócios, segundo o prospecto. A semana traz também os últimos balanços e teleconferências do 3º trimestre, além de um feriado nacional na segunda-feira.

A semana

  • 15/novembro: Feriado Nacional pelo Dia da Proclamação da República, mercados fechados no Brasil
  • 16/novembro: Ânima, Boa Vista, Cruzeiro do Sul, Eletrobras, Iochpe-Maxion, Méliuz, Mosaico e MPM Corporeos divulgam resultados do 3T21
  • 17/novembro: Eletrobras comenta o desempenho do trimestre em teleconferência
  • 17/novembro: Santos Brasil promove AGE para discutir a inclusão no estatuto da atividade de movimentação e armazenagem de graneis líquidos e liquefeitos, inclusive derivados do petróleo
  • 18/novembro: Definição de preço por ação em oferta da Petz
  • 18/novembro: Sabesp comenta o desempenho do trimestre em teleconferência
  • 19/novembro: Nada previsto até o momento

Localiza-Unidas

O processo de fusão entre Localiza e Unidas deve ser decidido na última reunião do Tribunal Administrativo do Cade neste ano, em 15 de dezembro, segundo a revista Veja. De acordo com a reportagem, a relatora Lenisa Prado pode recomendar remédios mais pesados que a superintendência-geral do Cade ou até a reprovação do negócio.

Mais um bloco à venda

O BNDES e o governo do Rio de Janeiro vão oferecer um novo bloco da área de concessão da Cedae para a iniciativa privada. O bloco 3 do primeiro leilão foi ampliado de 7 para 21 municípios. O vencedor terá de universalizar o fornecimento de água e tratamento de esgoto para mais de 2,7 milhões de pessoas em 11 anos. O leilão deve acontecer em 29 de dezembro, segundo o edital.

Vai às compras

A brasileira CI&T, criada em Campinas (SP) há 26 anos, está com quase R$ 1 bilhão no caixa após o IPO na Nyse. A empresa pretende usar parte dos recursos em fusões e aquisições, especialmente de companhias em expansão dos mercados norte-americano e europeu, segundo o Estado de S. Paulo. Um dos sócios da CI&T é o fundo de private equity Advent.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2021 Bloomberg L.P.