Agro

Agrogalaxy tem lucro quatro vezes maior com insumos

Quase 40% da receita gerada pela empresa veio dos canais digitais da companhia, que registrou um faturamento total de R$ 1,84 bilhão no trimestre

Empresa chegou a 126 lojas abertas no Brasil depois da incorporação de 14 da  Ferrari Zagatto e outras 6 da Boa Vista
11 de Novembro, 2021 | 07:47 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — A Agrogalaxy encerrou o terceiro trimestre do ano com um lucro líquido de R$ 57 milhões. O desempenho representa um crescimento de 3,8 vezes em comparação aos R$ 14,8 milhões registrados no mesmo período do ano passado. A receita da companhia somou R$ 1,84 bilhão, 84,5% maior que a do terceiro trimestre de 2020.

Os resultados do trimestre refletem o aumento das vendas de insumos, que cresceram 95% e chegaram à marca de R$ 1,29 bilhão. A comercialização de grãos gerou à AgroGalaxy uma receita de R$ 549 milhões, o que representou um crescimento de 63,3%.

Segundo Welles Pascoal, CEO do AgroGalaxy, a empresa tem se estruturado para ser uma consolidadora do mercado de revendas, se especializando em comprar uma empresa, fazer as transformações necessárias e gerar valor. “Também aumentamos a venda por CTV [consultor técnico de vendas], melhoramos o mix de produtos vendidos”, afirma o executivo.

Apesar das instabilidades no fornecimento de insumos do país, a empresa diz ter entregue 94% dos pedidos realizados para a safra de verão por conta da relação mantida com fornecedores, que permitiu suprir os clientes. Segundo Pascoal, já estão sendo negociados os insumos que serão necessários para o próximo ano.

PUBLICIDADE

O desempenho dos negócios realizados nas plataformas digitais da empresa foi uma grata surpresa para a companhia. Elas representaram quase 40% da receita total no trimestre e a expectativa é que a tendência de crescimento se acentue.

O digital sempre foi uma parte integrante da nossa estratégia, mas não olhávamos para um potencial desse tamanho. Acreditamos que o crescimento será ainda maior, pois esse ambiente aproxima o cliente da empresa, acelera muitos processos e traz maior eficiência operacional”, afirma Pascoal.

Tradicionalmente, em uma operação de barter, em que o produtor realiza a compra de insumos por meio do pagamento com parte de sua produção, entre o início do processo de negociação e o contrato estar assinado eram necessárias cerca de duas semanas. “Agora isso é quase imediato. Com isso, o CTV, que acabava muitas vezes fazendo um trabalho de despachante, levando e trazendo documentos, ganha tempo para vender mais e atender mais clientes”, afirma Maurício Puliti, CFO da AgroGalaxy.

Apesar dos resultados positivos, a empresa vem perdendo valor de mercado desde o lançamento de suas ações na bolsa no final de julho. A AgroGalaxy precificou seus papéis para o IPO a R$ 13,75 e, desde então, já recuaram mais de 40% até o fechamento desta quinta-feira. “O valor das ações não reflete o desempenho da empresa. A liquidez ainda é pequena, mas isso será expandindo em algum momento”, afirma Pascoal.

Alexandre Inacio

Alexandre Inacio

Jornalista brasileiro, com mais de 20 anos de carreira, editor da Bloomberg Línea. Com passagens pela Gazeta Mercantil, Broadcast (Agência Estado) e Valor Econômico, também atuou como chefe de comunicação de multinacionais, órgãos públicos e como consultor de inteligência de mercado de commodities.

PUBLICIDADE