PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Green

Brasil tem maior emissão em 15 anos com desmatamento na Amazônia

Números do Observatório do Clima colocam o Brasil entre os maiores emissores de dióxido de carbono do mundo, depois da China, EUA, Rússia, Índia e União Europeia

Desmatamento amplia emissões de carbono do Brasil
Por Simone Iglesias
28 de Outubro, 2021 | 03:56 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — As emissões de dióxido de carbono do Brasil dispararam no ano passado devido ao maior desmatamento em regiões que incluem a Amazônia, levando a um novo golpe nas credenciais ambientais do presidente Jair Bolsonaro.

As emissões aumentaram 9,5% em relação a 2019, segundo relatório divulgado quinta-feira pelo Observatório do Clima, rede de organizações ambientais brasileiras. Por outro lado, as emissões globais caíram 7% devido à pandemia Covid-19.

PUBLICIDADE

O relatório pode levar a um novo exame das políticas do Brasil antes da cúpula do clima COP26. Nos últimos dois anos, o governo Bolsonaro enfrentou indignação internacional com o aumento do desmatamento na Amazônia, bem como em outras regiões, incluindo o cerrado e o Pantanal.

No ano passado, o Brasil produziu a maior quantidade de toneladas de dióxido de carbono desde 2006, de acordo com o relatório. O Ministério do Meio Ambiente não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Os números do Observatório do Clima colocam o Brasil entre os maiores emissores de dióxido de carbono do mundo, depois da China, EUA, Rússia, Índia e União Europeia. Desmatamento, agricultura e pecuária foram responsáveis por 73% das emissões domésticas de gases.

PUBLICIDADE

Leia também

Amazônia está à beira de uma inflexão em meio a grilagem de terras no Brasil