PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Maior trading de cobre do mundo reduz estoques para atender demanda

LME introduziu medidas de emergência para reduzir a volatilidade nos contratos à vista e também solicitou informações dos corretores sobre a atividade de clientes

Mineradoras ajustam produção para atender demanda
Por Mark Burton e Jack Farchy
20 de Outubro, 2021 | 04:32 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Trafigura, maior operadora de cobre do mundo, disse que tem retirado estoques da Bolsa de Metais de Londres para enviar a clientes em mercados físicos com oferta insuficiente e que comunicou as operações com antecedência à bolsa.

A Bloomberg informou na terça-feira que a Trafigura encomendou volumes significativos de cobre dos armazéns nas últimas semanas da Bolsa de Metais de Londres (LME, na sigla em inglês), o que contribuiu para reduzir os estoques disponíveis para o menor nível desde 1974 e ampliou um spread importante para a maior diferença já registrada.

PUBLICIDADE

Na noite de terça-feira, a LME introduziu um conjunto de medidas de emergência para reduzir a volatilidade sem precedentes nos contratos à vista da bolsa, e também solicitou informações dos corretores sobre a atividade de negociação de clientes no mercado de cobre.

“Em um mercado de cobre muito apertado, com forte demanda superando a oferta disponível, a Trafigura acessou o estoque para entregá-lo a usuários finais, principalmente nas principais áreas de consumo na Ásia e na Europa”, disse um porta-voz da Trafigura. “Isso ocorre durante um período de alto risco de disrupções na oferta e gargalos no transporte.”

A empresa, que ultrapassou a Glencore como a maior operadora de cobre do mundo em 2019, comunicou a LME com antecedência antes de pedir a retirada do metal, disse o porta-voz. A empresa diz que está entre as várias participantes do mercado que tomaram medidas semelhantes nas últimas semanas.

PUBLICIDADE

Como a maior bolsa de futuros de metais industriais e operadora de uma rede global de armazéns, a LME desempenha um papel fundamental na manutenção de um mercado organizado durante períodos de estresse de oferta.

As medidas emergenciais anunciadas na terça-feira vieram na esteira da queda dos estoques da LME, o que elevou o spread entre contratos à vista e futuros para máximas históricas, em um padrão chamado “backwardation” no jargão do mercado, que indica um aperto da oferta.

Na sexta-feira, os contratos de cobre da LME com vencimento em um dia útil foram negociados com prêmio de US$ 175 em relação aos que venciam um dia depois, superando recordes anteriores em dados que remontam a 1998, enquanto o spread entre os contratos futuros e à vista e de três meses também atingiu um recorde de US$ 1.103,50 na segunda-feira.

Veja mais em bloomberg.com


PUBLICIDADE