promo
Mercados

Pague Menos aprova captação de R$ 450 mi em debêntures

Companhia pretende melhorar o perfil de seu endividamento com emissão de duas séries de títulos de 5 e 7 anos

Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — A Pague Menos, rede de farmácias, aprovou, nesta quarta-feira (13), a emissão de R$ 450 milhões em debêntures não conversíveis em ações, com o objetivo de alongar dívida com vencimento em 2022.

No dia 3 de agosto, Luiz Novais, CFO da Pague Menos, em entrevista à Bloomberg Línea, disse que a companhia estudava alternativas de captação para trocar e refinanciar sua dívida.

Será a sexta emissão de debêntures simples. A primeira série terá prazo de vencimento de cinco anos, enquanto a segunda série dos títulos vence em sete anos. A data de emissão está prevista para o dia 5 de novembro.

As debêntures vão remunerar pela variação acumulada de 100% das taxas médias diárias do DI (Depósitos Interfinanceiros de um dia), acrescida de um spread (sobretaxa) a ser fixado após o bookbuilding com potenciais investidores, limitada a 1,75% (primeira série) e 2,20% (segunda série).

“Os recursos obtidos por meio da emissão serão destinados para o reperfilamento dos passivos financeiros da companhia e investimentos na base de lojas dentro da gestão ordinária dos negócios”, diz comunicado da Pague Menos.

Em três anos, a companhia espera pagar a aquisição da Extrafarma, rede concorrente de farmácias. A dívida bruta da Pague Menos é estimada em valor próximo a R$ 800 milhões.

Leia também

‘Apagão’ de insumos coloca em risco safra agrícola do Brasil


Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.