Internacional

Petróleo atinge maior nível desde 2014 com decisão da OPEP+

Grupo de países exportadores da commodity e seus aliados decidiram por manter o aumento gradual de produção - e não elevar mais os níveis, como era esperado

Decisão da OPEP+ foi tomada no momento em que a maior empresa de petróleo do mundo, a Saudi Aramco, disse que a crise global do gás natural aumentou a demanda por petróleo
Por Sharon Cho e Alex Longley
04 de Outubro, 2021 | 12:00 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O preço do petróleo em Nova York saltou para o nível mais alto desde 2014 com a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (OPEP+) de prosseguir com o aumento da produção gradualmente, que surpreendeu alguns investidores que esperavam um aumento maior, na esteira da escassez de gás natural.

Os futuros do petróleo dos Estados Unidos (WTI) avançaram até 3,3% nesta segunda-feira (4). Os ministros da OPEP+ ratificaram o aumento no fornecimento de 400 mil barris por dia programado para novembro, após uma curta videoconferência hoje, de acordo com um comunicado do grupo. A decisão foi tomada no momento em que a maior empresa de petróleo do mundo, a Saudi Aramco, disse que a crise global do gás natural aumentou a demanda por petróleo em 500 mil barris por dia.

“O consenso era que seria um aumento temporário de 800 mil barris por dia em novembro”, disse Rob Thummel, gerente de portfólio da Tortoise, empresa que administra cerca de US$ 8 bilhões em ativos relacionados à energia.

Veja mais: Opep+ avalia plano de produção em momento de controle do mercado

PUBLICIDADE

O mercado de petróleo bruto estreitou significativamente após a recuperação econômica da pandemia e interrupção do fornecimento no Golfo do México nos Estados Unidos devido ao furacão Ida. A alta dos preços do gás natural também aumentou a perspectiva de aumento da demanda por derivados de petróleo para geração de energia e está aumentando as pressões inflacionárias na economia global.

Modelagem da OPEP+ mostra que a demanda de petróleo vai superar a oferta nos próximos dois meses.

Preços do WTI sobem para o maior nível desde 2014, em meio à decisão da OPEP+dfd

Preços

  • O petróleo WTI subia para US$ 77,85 o barril, às 11h18 do horário de Brasília
  • O Brent avançava para US$ 81,40 o barril

A política de produção da OPEP+ será o principal fator a influenciar os preços do petróleo nos próximos meses, de acordo com o Vitol Group. Há poucas chances de os barris iranianos retornarem este ano e os produtores de xisto dos EUA não estão investindo o suficiente para aumentar a produção rapidamente, disse Mike Muller, chefe da Ásia para trading de petróleo, no domingo em um webinar apresentado pela consultora Gulf Intelligence baseada em Dubai.

A troca de combustíveis devido aos altos preços do carvão e do gás deve elevar a demanda por petróleo em 500 mil barris por dia neste inverno, disse Sri Paravaikkarasu, chefe de petróleo asiático da consultora FGE, à Bloomberg Television. Um inverno frio pode levar o consumo a subir mais 200 mil a 300 mil barris por dia, acrescentou ela.

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Ibovespa abre em queda, enquanto mercado avalia desdobramentos dos Pandora Papers

PUBLICIDADE