Mercados

Nova carteira do Ibovespa; JHSF promove AGE: Radar SA

Semana reduzida pelo feriado de 7 de Setembro, Dia da Independência, e o período de entressafra de balanços esvaziam a agenda corporativa

Agenda esvaziada por conta do feriado no Brasil
Por Taís Fuoco e Vinícius Andrade
03 de Setembro, 2021 | 09:24 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A semana reduzida pelo feriado de 7 de Setembro, Dia da Independência, e o período de entressafra de balanços esvaziam a agenda corporativa. Nem por isso as movimentações deixam de acontecer: ao menos quatro empresas protocolaram pedidos para IPO na CVM na última semana - Cencosud, BMRV, Fulwood e Claranet -, mas ainda não definiram calendário, enquanto ativos como Alliar e HB Saúde protagonizam disputas que ainda podem esquentar nos próximos dias.

A semana

  • 06/setembro: Nova carteira do Ibovespa entra em vigor
  • 07/setembro: Feriado do Dia da Independência, mercados fechados no Brasil
  • 08/setembro: JHSF reúne acionistas em AGE para aprovar novo plano de opção de compra de ações da companhia e mudanças no estatuto
  • 09/setembro: Nada previsto até o momento
  • 10/setembro: Nada previsto até o momento

Parceiros e mais parceiros

A nova fase da Vibra Energia, novo nome da BR Distribuidora, chegou repleta de novas parcerias. Foram ao menos três anúncios na semana que passou: com a Copersucar, com a Prisma e com a ZEG Biogás. Com a Copersucar ela criou uma joint venture para comercializar etanol com gestão independente. O mercado de biometano é o alvo da cooperação assinada com a ZEG Biogás. E com a Prisma Capital a Vibra assinou um memorando de entendimento para constituir um fundo de investimento imobiliário de R$ 643,8 mi com aporte de imóveis da companhia.

Noiva cobiçada

A disputa pela Alliar se acirrou rapidamente. A Rede D’Or foi a primeira a manifestar publicamente a intenção de fazer uma oferta pública voluntária pelas ações da companhia, a R$ 11,50 por ação, em 16 de agosto. Em seguida, fundos de investimento ligados ao empresário Nelson Tanure compraram cerca de 30% da companhia, ficando inclusive com as ações do Pátria. O grupo Fleury também admitiu, em comunicado, avaliar potencial transação com a Alliar. Na sequência, a Rede D’Or decidiu recuar da ideia de fazer uma OPA voluntária pelas ações. Vale aguardar os próximos lances da disputa.

Outro ativo que pode gerar embate, na opinião dos analistas do BofA, é o HB Saúde. A SulAmérica apresentou proposta vinculante não solicitada de R$ 485 milhões por 100% do grupo em 31 de agosto. Em julho, a Hapvida já informava ter assinado uma proposta vinculante de R$ 450 milhões pela totalidade das ações do HB. O grupo HB Saúde é de São José do Rio Preto (SP) e faturou R$ 310 milhões em 2020, segundo o comunicado da Hapvida.

PUBLICIDADE

Vai-e-vem de executivos

Camille Loyo Faria deixou a Oi e seguiu rumo à rival Tim, no mesmo cargo de diretora financeira. Cristiane Barretto foi eleita para substituir Camille na Oi.

José Ricardo Fagonde Forni foi eleito presidente do conselho da Cielo. Ele é diretor financeiro do Banco do Brasil, um dos sócios da Cielo. Mauro Ribeiro Neto havia renunciado ao posto de chairman no final de junho.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE

Cidade de Pequim busca colocar Didi sob controle estatal: Fontes

Powell enfrenta teste para separar juros de redução de estímulo

Millennial e LGBTQ, Leite luta para ser opção a Lula e Bolsonaro

PUBLICIDADE