Negócios

Aramco perto de acordo de US$ 25 bilhões com Reliance

Empresa saudita negocia a compra de uma fatia de cerca de 20% da refinaria

Reliance, que tem o bilionário indiano Mukesh Ambani entre os investidores, poderia chegar a um acordo com a Aramco já nas próximas semanas
Por Sanjai P R e Baiju Kalesh e Dinesh Nair
16 de Agosto, 2021 | 09:26 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — BLOOMBERG – A Saudi Aramco está em negociações avançadas para a compra de uma participação na refinaria de petróleo e químicos da Reliance Industries, disseram pessoas com conhecimento do assunto. O acordo envolveria apenas ações.

A empresa saudita negocia a compra de uma fatia de cerca de 20% da unidade da Reliance por US$ 20 bilhões a US$ 25 bilhões em ações da Aramco, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. A Reliance, que tem o bilionário indiano Mukesh Ambani entre os investidores, poderia chegar a um acordo com a Aramco já nas próximas semanas, disseram as pessoas.

Um acordo estabeleceria uma aliança mais estreita entre o maior exportador de petróleo do mundo e um dos consumidores de crescimento mais rápido. Os laços e o comércio entre os dois países foram reforçados nos últimos anos à medida que a Índia busca reforçar sua segurança energética e a Arábia Saudita reduz seu apoio ao Paquistão sobre a Caxemira, um território disputado com os indianos. Os governos de Riad e Nova Déli elevaram seu relacionamento ao status de “parceria estratégica” em 2019.

O acordo selaria mais de dois anos de negociações e marcaria o primeiro negócio da Aramco apenas com ações desde sua oferta pública inicial em 2019. Ambani confirmou conversas sobre um acordo com um valuation implícito da participação de US$ 15 bilhões no mesmo ano. As discussões atrasaram devido à pandemia de coronavírus e à queda dos preços do petróleo.

PUBLICIDADE

Os mercados de energia se recuperaram desde então, e as cotações do petróleo acumulam alta de cerca de 35% este ano, para quase US$ 70 o barril. A Aramco disse na semana passada que havia iniciado um processo de diligência prévia com a Reliance.

Um acordo impulsionaria as vendas de petróleo da Aramco para a Índia. Para a Reliance, ajudaria a garantir suprimento constante de petróleo para suas refinarias gigantes e tornaria a empresa indiana acionista da Aramco. Com base na avaliação de mercado da Aramco, de cerca de US$ 1,9 trilhão, um acordo daria à Reliance participação de cerca de 1%.

Detalhes sobre o potencial acordo ainda estão sendo negociados, e as conversas podem se estender ou não irem em frente, disseram as pessoas. Um representante da Aramco não quis comentar. O Centro de Comunicação Internacional do governo saudita não respondeu de imediato a um e-mail com pedido de comentários.

Leia mais em bloomberg.com

Últimas BrasilSaudi Aramco