PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Contrato do ouro recua de olho em retirada de estímulos do Fed

Metal chegou a recuar 4% no início da sessão desta segunda-feira após dados melhores que o esperado para o mercado de trabalho americano

Mercado de trabalho mais forte nos EUA levou a tombo no ouro
Por Bloomberg News
09 de Agosto, 2021 | 08:56 am
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg — Os futuros do ouro recuperavam a maior parte das perdas do início desta segunda-feira (9), , mas seguiam sob pressão com o aumento das apostas de que o Federal Reserve, o banco central dos EUA, pode começar a reduzir em breve o forte estímulo monetário do período da pandemia.

  • Perto das 8h, o contrato do ouro caía 1%, para US$ 1.745,91.
  • No mercado de futuros, mais de três mil contratos mudaram de mãos em uma janela de um minuto - o equivalente a mais de US$ 500 milhões.

No início do pregão em Londres, o metal chegou a cair mais de 4%, uma queda de US$ 60 em minutos, com uma forte liquidação após dados de emprego melhores do que o esperado no país.

PUBLICIDADE

O relatório Payroll, da última sexta-feira (6), mostrou uma criação de 943 mil novos postos de trabalho e ajudou a quebrar a faixa de negociação de cerca de US$ 1.800 a onça, seguindo a disparada dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano.

Os comentários do presidente do Fed de Dallas, Robert Kaplan, de que o banco central deve começar a reduzir suas compras de ativos “mais cedo ou mais tarde” alimentaram ainda mais preocupações de que o estímulo será contido.


PUBLICIDADE