Cripto

Waller está ‘altamente cético’ sobre moeda digital do Fed

China, Suécia, Coreia do Sul, Rússia e Japão têm divisas digitais em estágio piloto ou em desenvolvimento

Federal Reserve prometeu estudo para avaliar benefícios e riscos
Por Craig Torres
05 de Agosto, 2021 | 06:54 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O governador da Federal Reserve Christopher Waller disse que está “altamente cético” quanto à necessidade de o banco central dos EUA desenvolver uma moeda digital.

“Enquanto as moedas digitais continuam a gerar enorme interesse no Estados Unidos e em outros países, continuo cético que uma moeda do Federal Reserve poderia resolver qualquer problema grande pelo sistema de pagamentos dos EUA ”, disse Waller em texto preparado para ser apresentado na quinta-feira ao American Enterprise Institute.

O Federal Reserve intensificou seu envolvimento com a possibilidade de uma moeda digital do banco central em maio, quando o presidente Jerome Powell disse que o banco central emitirá um documento delineando o pensamento do conselho sobre os pagamentos digitais “com um foco particular nos benefícios e riscos associados às moedas digitais no contexto dos EUA”.

Powell disse que o banco central também buscará manifestações públicas sobre questões relacionadas a pagamentos, inclusão financeira, privacidade de dados e segurança da informação. O Fed de Boston também está estudando tecnologias relacionadas a pagamentos digitais em conjunto com o Massachusetts Institute of Technology em Cambridge, Massachusetts.

PUBLICIDADE

Longe de resolvido

Os comentários de Waller mostram que o debate está longe de ser resolvido no Conselho do Fed.

Randal Quarles, o vice-presidente de supervisão, disse em discurso de 28 de junho que uma moeda digital do Fed “poderia representar riscos significativos e concretos”, embora os benefícios não sejam claros. Governador Lael Brainard disse na semana anterior que “não parece um futuro sustentável” se os EUA não tiverem uma moeda digital no sistema de pagamentos internacionais enquanto outras grandes economias avançam.

Waller se propôs a desmontar muitos dos argumentos que os defensores apresentam para uma moeda digital dos EUA. Ele disse que o sistema de pagamento atual tem alcance nacional e apontou inovações tanto privadas quanto do Fed para acelerá-lo. “Facilitar pagamentos mais rápidos não é uma razão convincente para criar uma moeda digital”, disse ele.

PUBLICIDADE

Sem se referir a Brainard, Waller disse que não via razão para que o dólar não continuasse a dominar o sistema de pagamento internacional, mesmo se outras nações começassem a usar moedas digitais para contratos internacionais.

Modelo chinês

“Não vejo razão para esperar que o mundo corra para uma moeda digital chinesa ou qualquer outra”, disse . “Por que as empresas não chinesas desejariam repentinamente que todas as suas transações financeiras fossem monitoradas pelo governo chinês?”

Em termos de inclusão financeira, usando dados de pesquisa, ele estimou que apenas uma fração dos sem-banco - que somam até cerca de 1% dos lares dos EUA - estariam interessados em um produto de troca digital.

“É pouco plausível para mim que desenvolver uma moeda digital seja a maneira mais simples e menos custosa de atingir esse 1% das famílias”, disse ele.

Finalmente, em termos de redução do custo dos serviços bancários, ele disse que “as inovações do setor privado podem reduzir o markup cobrado pelos bancos de forma mais eficaz do que uma moeda digital”.

PUBLICIDADE

“A competição com uma moeda digital do Fed poderia desintermediar os bancos comerciais e ameaçar uma divisão de trabalho no sistema financeiro que funcione bem”, disse Waller. “Fico com a conclusão de que uma moeda digital continua sendo uma solução em busca de um problema.”

China, Suécia, Coreia do Sul, Rússia e Japão têm moedas digitais em estágio piloto ou de desenvolvimento, de acordo com o Atlantic Council.

Leia Mais em bloomberg.com