Brasil

STF aceita investigação contra Bolsonaro por sugerir fraude em urna eletrônica

Ministro Alexandre de Moraes aceitou o pedido de investigação feito pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luis Roberto Barroso

Presidente será incluído em inquérito das Fake News, que já está em tramitação no STF
04 de Agosto, 2021 | 06:15 pm
Tempo de leitura: <1 minuto

São Paulo — O Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou o pedido de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro no caso em que o presidente sugere fraude nas urnas eletrônicas, conforme agências. A decisão foi do ministro Alexandre de Moraes, que incluiu líder do Executivo no inquérito das Fake News, que já tramita na Corte.

Moraes aceitou o pedido de investigação feito pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luis Roberto Barroso, contra o presidente por conta de transmissão ao vivo nas redes sociais em que Bolsonaro fez acusações sobre a confiabilidade dos aparelhos. Também deve ser investigado o ministro da Justiça, Anderson Torres, que participou da transmissão.

Moraes determina a transcrição oficial, pela Polícia Federal, do vídeo por meio do qual foi divulgado o pronunciamento do presidente em no máximo em 10 dias.


Toni Sciarretta

Toni Sciarretta

News director da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista com mais de 20 anos de experiência na cobertura diária de finanças, mercados e empresas abertas. Trabalhou no Valor Econômico e na Folha de S.Paulo. Foi bolsista do programa de jornalismo da Universidade de Michigan.

PUBLICIDADE