promo
Agro

Índices asiáticos sob pressão com avanço de delta na China

Potencial de expansão da variante da Covid-19 na China preocupa investidores, ainda que número de casos seja relativamente baixo

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — As defesas da China contra o coronavírus estão sendo testadas pela variante delta, que afeta a demanda por commodities enquanto autoridades aumentam as restrições.

A cepa altamente contagiosa da Covid-19 se espalhou por quase metade das 32 províncias da China em duas semanas depois de um surto inicial na cidade oriental de Nanjing. Residentes de Pequim foram aconselhados a não deixar a capital, houve cancelamento de voos e algumas cidades e distritos estão isolados.

Embora o número de casos ainda seja relativamente baixo, o potencial de expansão da delta na China, como ocorreu na Índia e na Indonésia, preocupa investidores. As taxas de vacinação na maior economia da Ásia são altas para os padrões regionais, mas existe a preocupação de que imunizantes que não utilizam a tecnologia de RNA mensageiro, como os chineses, sejam menos eficientes para frear a transmissão da variante delta.

Mesmo que autoridades consigam controlar o surto, é provável que haja um impacto de curto prazo na atividade econômica. A demanda por energia está particularmente em risco. Um pesquisador de uma petroleira estatal disse que esta onda de casos pode eliminar 5% do consumo de petróleo no curto prazo.

A preocupação se refletiu nos preços das commodities industriais e de transporte da China na terça-feira. Os futuros do petróleo em Xangai fecharam em queda de 3,1%, enquanto o óleo combustível se desvalorizou 2,6%. O cobre perdeu 1,4%, o alumínio caiu 1,1%, e o níquel terminou em baixa de 2,7%.

Leia mais bloomberg.com