Negócios

CCR pode disputar concessão do Aeroporto da Pampulha em Belo Horizonte, diz corretora

Leilão para a licitação está previsto para o dia 5 de outubro na B3; concessionária de rodovias já opera o aeroporto de Confins e poderia licitar o equipamento na capital mineira, diz corretora do Bradesco

Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, será leiloado em setembro na B3
02 de Agosto, 2021 | 12:52 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

São Paulo — O Grupo CCR, uma das maiores companhias de infraestrutura da América Latina, poderia disputar a concessão do Aeroporto da Pampulha - Carlos Drummond de Andrade, em Belo Horizonte (MG), cujo edital foi lançado, na última sexta, pela Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais e ficará disponível para consulta durante 60 dias, com a entrega dos envelopes com as propostas marcada para o próximo dia 30 de setembro. O leilão para a licitação está previsto para o dia 5 de outubro na B3.

“Este é um aeroporto relativamente pequeno, mas a nosso ver, a CCR poderia licitar por este aeroporto porque a empresa já opera o aeroporto de Confins, em Minas Gerais”, comentou, nesta segunda, uma nota da corretora Ágora, do Bradesco, enviada aos clientes e assinada pelos analistas Victor Mizusaki e Ricardo França.

Segundo comunicado da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, o modelo escolhido é a concessão comum, com outorga fixa mínima de R$ 9,8 milhões. O edital também prevê, ao longo do prazo do contrato, o pagamento anual ao Estado de Outorga Variável, que corresponde a um percentual da receita bruta auferida pelo concessionário.

“Prevista para um período de 30 anos, a expectativa é que com a concessão seja viabilizado, entre outros benefícios, incrementos na eficiência operacional e aperfeiçoamentos no nível geral dos serviços prestados no aeroporto, além da expansão da capacidade de geração de receitas. Os investimentos com a concessão são estimados em R$ 151 milhões no aeroporto, viabilizado mediante investimentos privados. Também espera-se a arrecadação de R$ 99 milhões em impostos federais, estaduais e municipais”, informou a Secretaria.

PUBLICIDADE

Aviação executiva

O Aeroporto da Pampulha atende, atualmente, ao tráfego de aeronaves da aviação executiva e aviação geral, sendo um dos principais polos de manutenção de aeronaves. Está instalado em uma área de quase 2 milhões de metros quadrados, na Pampulha, a cerca de 8 km do Centro de Belo Horizonte e conectado a importantes eixos viários e elementos de transporte público que facilitam seu acesso.

Além disso, está próximo de grande parte de equipamentos públicos como o Conjunto Arquitetônico da Pampulha (Museu de Arte Moderna, Casa do Baile e Igreja São Francisco), o Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), o Ginásio do Mineirinho, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundação Zoobotânica e vários parques ecológicos.

“O ganho operacional com a ampliação de investimentos na infraestrutura aeroportuária e nos serviços beneficiarão diretamente os usuários do aeroporto e têm potencial para atrair novos negócios na região”, cita a Secretaria.

PUBLICIDADE

“Interesse”

Procurada pela reportagem sobre o assunto, a assessoria de imprensa da companhia forneceu a seguinte resposta, sem entrar em detalhes.

“O Grupo CCR tem interesse em projetos que tenham viabilidade econômico-financeira, socioambiental, segurança jurídica e que gerem valor aos acionistas”.

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE