promo
Negócios

PetroReconcavo vence disputa por contrato de suprimento de gás natural no Rio Grande do Norte

Empresa baiana de óleo e gás, que explora campos maduros em terra, vai fornecer 236 mil m³/dia de gás natural para a Potigás, a partir de janeiro de 2022

Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — Estreante na B3 em maio passado, a petroleira brasileira PetroReconcavo, focada em campos maduros em terra, anunciou, em fato relevante, neste sábado, que venceu a disputa por um contrato de suprimento de gás natural para a Companhia Potiguar Gás (Potigás), responsável pela distribuição de gás natural canalizado no Rio Grande do Norte, e que começará a entrega a partir de janeiro de 2022.

Estava na disputa a Compass, subsidiária de comercialização de gás e geração de energia do grupo Cosan, que controla a Comgás (SP), maior distribuidora do país, e que assinou com a Petrobras contrato de compra de 51% de participação na Gaspetro, por R$ 2,03 bilhões. Foi a primeira chamada pública realizada por uma distribuidora sem a participação da Petrobras.

Sediada em Salvador (BA), a PetroReconcavo informou que o contrato a ser assinado pela sua subsidiária, Potiguar E&P, terá a duração de dois anos e que a previsão é entregar 236 mil m³/dia de gás natural. Não foi informado o valor do contrato.

“Dentre as condições precedentes para a concretização do negócio, destaca-se a celebração dos seguintes contratos adicionais pela Potiguar E&P: um contrato de acesso à infraestrutura de escoamento da Petrobras interligando a Potiguar E&P até a Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) da Petrobras em Guamaré; um contrato de Processamento de Gás Natural na UPGN Guamaré; e um contrato de acesso à malha de transporte operada pela TAG, permitindo o transporte do gás natural apartir da UPGN Guamaré até os pontos de entrega (city gates) determinados pela Potigás”, informou a companhia, em comunicado.

Segundo a PetroReconcavo, esses três contratos encontram-se ainda em fase de negociação.

Em operação desde fevereiro de 2000, com sede no munícipio de Mata de São João, na Bahia, a PetroReconcavo é especializada no desenvolvimento e revitalização de campos maduros e marginais em bacias terrestres. Negociada na B3 sob o ticker RECV3, a ação da petroleira fechou, ontem, em queda de 2,95%, cotada a R$ 17,75, mas acumula valorização de 13,70% desde sua estreia na Bolsa em maio.

Depois do IPO, instituições financeiras iniciaram a cobertura do papel, como o Banco Safra, que fez recomendação de compra e preço-alvo (potencial) de R$ 26,50.

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.