Olimpíadas

Atleta de salto com vara dos EUA testa positivo para covid enquanto pandemia piora no Japão

Maioria dos registros de casos ocorreu em residentes do país, e governo estuda ampliar estado de emergência

A cidade registrou três recordes em três dias e estuda ampliar o estado de emergência para os arredores
Por Isabel Reynolds e Lisa Du
30 de Julho, 2021 | 10:39 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O atleta americano do salto com vara Sam Kendricks, campeão mundial e favorito na disputa pela medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio, testou positivo para coronavírus e abandonou os Jogos, enquanto o país sofre com a pior onda do vírus até o momento.

Kendricks não está entre os três atletas cujas infecções foram anunciadas pelos organizadores no início da quinta-feira, afirmou porta-voz o Comitê Olímpico e Paralímpico dos EUA. O caso vai entrar para a contagem diária de hoje.

Os casos mais recentes entre atletas ocorrem em um momento em que Tóquio e seus arredores passam pela piora da onda de Covid. A capital registrou 3.865 novos casos na quinta-feira – o terceiro recorde em três dias – ao passo que a taxa de infecção diária nacional deve superar 10 mil pela primeira vez, segundo a emissora NTV.

Sem planos de suspender os Jogos, o governo está considerando ampliar o estado de emergência em Tóquio de forma a abranger as três prefeituras dos arredores, segundo a NTV, que citou uma autoridade não identificada do partido no poder. Ainda segundo a emissora, o governo também está considerando ampliar a emergência em Tóquio e na ilha de Okinawa, ao sul, para além da data de encerramento, que seria em 22 de agosto.

PUBLICIDADE

Os organizadores anunciaram 24 novos casos relacionados aos Jogos na quinta-feira – oito a mais que no dia anterior – elevando para 193 o número total de infecções, conforme relatado pelo comitê organizador. Os três outros atletas que testaram positivo estavam hospedados na Vila Olímpica, mas nenhum detalhe sobre eles foi fornecido. Até agora, a maioria das infecções relacionadas aos Jogos ocorreu entre residentes do Japão.

A infecção de Kendricks também forçou a equipe de atletismo da Austrália, com 63 atletas, a fazer um breve isolamento após um atleta confirmar o contato próximo com o medalhista de bronze das Olimpíadas de 2016. Toda a equipe foi liberada para competir após testes negativos, relatou o jornal australiano Sydney Morning Herald.

Leia mais em bloomberg.com