Tech

Facebook avalia integrar dados de realidade virtual do Oculus Move com Apple Health

Aplicativo da Apple armazena dados de exercícios, além de balanças inteligentes, termômetros e medidores de pressão

Oculus terá conexão com aplicativos e objetos pessoais
Por Mark Gurman
27 de Julho, 2021 | 07:19 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Facebook estuda permitir que usuários sincronizem dados de treinos dos óculos de realidade virtual Oculus com o aplicativo Health da Apple em iPhones, segundo um código descoberto no aplicativo Oculus iPhone.

O recurso permitiria a um usuário do sistema de treinos Oculus Move adicionar dados - como o número de calorias queimadas - ao aplicativo iPhone Health. O código oculto no aplicativo Oculus também faz referência à capacidade de visualizar dados de treinos do Oculus no aparelho Oculus VR salvos anteriormente no aplicativo Apple Health.

O uso pelo Facebook da plataforma Health da Apple representaria um novo vínculo entre os dois gigantes da tecnologia, que têm sido parceiros e rivais ao longo dos anos. O código no aplicativo Oculus não significa que o lançamento é garantido ou iminente, mas indica que é um recurso que está sendo explorado pela gigante de redes sociais. Uma porta-voz do Facebook não quis comentar.

Desde o lançamento em 2014, o aplicativo Apple Health tem sido capaz de armazenar dados de exercícios e condicionamento físico de vários dispositivos de terceiros, incluindo balanças inteligentes, medidores de pressão arterial, de sono e termômetros, bem como aplicativos de exercícios de terceiros. Também é capaz de coletar dados de treinos de um Apple Watch ou diretamente de um iPhone.

PUBLICIDADE

O código foi descoberto por Steve Moser, desenvolvedor do iOS, e compartilhado com a Bloomberg News. O código do aplicativo revelou novos recursos anteriormente. Por exemplo, em maio a Bloomberg informou sobre um código na aplicação da Square que indicava planos para contas correntes e de poupança de empresas. As novas ofertas foram finalmente reveladas este mês. As evidências dos planos de videogames da Netflix também apareceram no aplicativo antes que a plataforma de streaming anunciasse suas ambições.

Leia mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE