Internacional

EUA apertam regras sobre o uso de máscaras por causa da variante delta

CDC recomenda uso da proteção mesmo para indivíduos totalmente vacinados

Uso de máscaras volta às manchetes
Por Fiona Rutherford
27 de Julho, 2021 | 06:15 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As autoridades de saúde dos Estados Unidos reforçaram as diretrizes para o uso de máscaras hoje, aconselhando que indivíduos totalmente vacinados as usassem em ambientes públicos fechados em locais onde o coronavírus está se espalhando rapidamente como parte de uma resposta ao aumento de casos da variante delta.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças também recomenda que professores, funcionários, alunos e visitantes de escolas de ensino primário e secundário usem máscaras em ambientes fechados, independentemente do status de vacinação, disse a diretora da agência, Rochelle Walensky, em entrevista.

Walensky disse que dados recentes coletados pela agência sugerem que algumas pessoas vacinadas infectadas com a variante delta podem transmitir o vírus a outras.

Especialistas em saúde pública instaram a agência a recomendar que mesmo as pessoas totalmente vacinadas usem máscaras faciais em público, já que a delta alimenta o ressurgimento de casos.

PUBLICIDADE

A ex-diretora do CDC Julie Gerberding disse que a agência está respondendo à mudança nos padrões de transmissão à medida que a pandemia evolui. “Isso é exatamente o que precisamos que eles façam - sigam a ciência”, disse ela.

“Ninguém quer trazer a variante delta para casa”, disse Gerberding. “É por isso que o uso de máscaras e outras medidas de bom senso fazem sentido até que a cobertura de vacinação melhore e a transmissão diminua novamente.”

Anthony Fauci, o maior especialista em doenças infecciosas do país, alertou que os EUA estão se movendo na direção errada no combate a uma nova onda de Covid estimulada pelo delta.

O presidente Joe Biden foi informado por Fauci na terça-feira sobre a nova orientação, disse a secretária de imprensa Jen Psaki em uma coletiva. A administração seguirá todos os aspectos das diretrizes do CDC sobre uso de máscaras, disse Psaki, incluindo o monitoramento das taxas de transmissão da Covid nas áreas onde Biden visitará.

PUBLICIDADE

“Estaremos preparados para usar máscaras novamente, se necessário, se a orientação levar a isso, como faria o presidente”, disse ela. “E isso vai continuar a ser o caso.”

Alguns lugares, como o condado de Los Angeles, já retomaram os mandatos de máscaras para locais públicos fechados, independentemente do status de vacinação.

Má execução

O ex-cirurgião geral Jerome Adams afirmou que o CDC agiu prematuramente em maio, quando anunciou que americanos totalmente imunizados não precisariam mais usar coberturas faciais na maioria das situações.

“A execução foi ruim e os resultados falam por si só”, acrescenta Adams por e-mail. “Baixo índice de uso de máscaras, taxas de vacinação reduzidas e a explosão nos casos.”

A variante delta fez com que muitos países repensassem suas estratégias de saúde pública contra a Covid. No entanto, recentemente, em 22 de julho, Walensky disse que a agência estava seguindo suas recomendações de que pessoas totalmente vacinadas geralmente não precisam de máscaras, embora permita que usar uma possa ter algumas vantagens.

As mortes por Covid nos EUA aumentaram 48% na última semana, para uma média diária de 239, e as hospitalizações também estão em alta. O CDC diz que a variante delta agora representa 83% de todos os casos de Covid-19 sequenciados nos EUA, ante 50% no início do mês. As áreas do país com cobertura de vacinação limitada estão permitindo a disseminação da variante altamente transmissível.

Leia mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE