Negócios

Minério sente pressão da China para reduzir produção de aço

Siderúrgicas da província de Jiangsu foram orientadas a controlar a produção em relação ao nível do ano passado, segundo a consultoria Mysteel

Estoques podem aumentar no segundo semestre devido à menor demanda das siderúrgicas
Por Annie Lee
21 de Julho, 2021 | 07:26 am
Tempo de leitura: 1 minuto

(Bloomberg) Os futuros do minério de ferro sentem o impacto da campanha da China para reduzir a produção de aço, o que afeta a perspectiva para a demanda.

Siderúrgicas da província de Jiangsu foram orientadas a controlar a produção em relação ao nível do ano passado, segundo a consultoria Mysteel, que não citou a fonte da informação. A produção total de aço bruto na província deu um salto no primeiro semestre e, como os volumes devem cair menos do que o esperado em julho, a pressão para reduzir o ritmo se concentrará no período de agosto a dezembro, disse a empresa.

A China, maior produtora de aço do mundo, tem intensificado as medidas para despoluir o setor, que responde por cerca de 15% das emissões do país. Apesar dos repetidos pedidos de autoridades para limitar a produção de aço, o ritmo das usinas chinesas ainda aponta um volume recorde.

Os estoques portuários de minério de ferro da China podem aumentar no segundo semestre devido à menor demanda das siderúrgicas com restrições de produção e maior oferta de minas no exterior, de acordo com a Bloomberg Intelligence. Os estoques portuários na China - um sinal de força da demanda - sobem há quatro semanas consecutivas.

PUBLICIDADE

Enquanto isso, a agência de planejamento econômico na China pediu aos governos locais que intensifiquem o monitoramento dos preços das commodities e administrem as expectativas. O país tem buscado frear os crescentes custos das matérias-primas para manter a inflação sob controle.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2021 Bloomberg L.P.

PUBLICIDADE