Bloomberg
Tempo de leitura: 3 minutos

(Bloomberg Opinion) Trago notícias do mundo das criptomoedas: após anos e anos de dúvidas e incertezas, finalmente temos uma aplicabilidade matadora. É por isso que os preços das criptos, apesar de inúmeras quedas, permaneceram bem mais altos do que muitos céticos esperavam.

O principal caso para as criptomoedas é o chamado DeFi, uma abreviatura recentemente cunhada para o termo inglês decentralized finance. DeFi não tem uma definição formal, mas normalmente inclui o uso de blockchain para empréstimos utilizando os mercados de leilão; para negociar derivativos não convencionais; negociar um conjunto de ativos de cripto contra outro; e para formas incomuns de seguro. As oportunidades de lucro surgem em parte porque o blockchain elimina a necessidade de intermediários financeiros tradicionais, com suas taxas e regulamentos associados.

PUBLICIDADE

Um exemplo: digamos que você tenha algum dinheiro para investir, mas as taxas de títulos públicos estão muito baixas e você já possui o bastante investido em ações negociadas publicamente. Você pode alocar parte de sua carteira para mercados de leilão de empréstimos com base em Ethereum, basicamente lançando alguma criptomoeda no mercado e vendo a que preço ela será emprestada. Você pode obter rendimentos de 6% ou mais, embora algumas dessas oportunidades sejam muito arriscadas.

Já podemos ter US$ 100 bilhões investidos no DeFi agora. Mais importante, esses sistemas estão crescendo rapidamente. É difícil obter números confiáveis, mas uma conta indica que o modelo DeFi cresceu sete vezes em apenas alguns meses em 2020, para um valor total de US$ 7 bilhões. Não é surpreendente que os investidores achem o DeFi atraente, especialmente em um mundo de baixos rendimentos e ativos caros. Pense neles como mercados descentralizados na pior forma de junk bonds.

PUBLICIDADE

Para ficar claro: não estou argumentando que esses usos do DeFi sejam socialmente benéficos. É muito cedo para dizer. Uma crítica ao DeFi é que ele é efetivamente uma arbitragem regulatória, contornando leis e restrições úteis na busca por maiores ganhos privados. O resultado de longo prazo poderia ser uma economia financeira mais frágil e mais vulnerável às condições de recessão, especialmente à medida que o DeFi atinge uma escala maior. Os empréstimos DeFi geralmente vão para tomadores não convencionais de qualidade incerta.

Mas também é importante não confundir diferentes críticas à criptomoeda - que é útil apenas para especulação, por exemplo, ou que é ruim para o meio ambiente. O crucial é não permitir que sua atitude em relação à criptomoeda (positiva ou negativa) afete sua análise. Em vez disso, concentre-se em responder uma pergunta de cada vez.

PUBLICIDADE

E se a questão é se a criptomoeda é boa para alguma coisa, agora há pelo menos uma resposta clara: a criptomoeda habilita o DeFi. Você não precisa gostar de cada consequência dessa realidade, mas é a realidade.

Você poderia dizer que a criptomoeda é um cavalo de Tróia de um sistema financeiro novo e bastante diferente. Se você já negociou com bancos americanos e sofreu com burocracia e software medíocre, pode concluir que eles estão prontos para quebrar. Bancos de outros países podem ser ainda mais vulneráveis.

PUBLICIDADE

Obviamente, à medida que o DeFi cresce, as questões de supervisão e controle do governo vêm à tona. Ainda assim, parece improvável que as instituições DeFi deixem de existir regulamentadas. O DeFi pode ser executado em plataformas fora dos EUA, e não há muito que reguladores americanos e europeus possam fazer.

Vale lembrar que grandes áreas do mundo em desenvolvimento atualmente usam microcrédito, onde taxas de juros de empréstimos são frequentemente de 50% ou 100% em uma base anual. É provável que alguns desses países experimentem o DeFi como um método alternativo de alocação de crédito, independentemente se essas novas instituições satisfazem reguladores norte-americanos em todos os aspectos.

Se o DeFi ainda te assusta, bem... bem-vindo ao clube. A natureza confusa e em constante mudança do DeFi ajuda a explicar por que os preços dos ativos cripto são tão voláteis. Se o DeFi está, em parte, por trás da demanda por criptomoeda, e você não sabe exatamente para onde o DeFi está se dirigindo, o futuro das criptomoedas também é bastante incerto. É muito incomum ter uma janela tão visível sobre o que essencialmente representa o valor de várias startups.

O setor financeiro está prestes a ficar ainda mais estranho - e cripto é apenas o começo disso.

© 2021 Bloomberg L.P.