Dow Jones ultrapassa os 40.000 pontos pela 1ª vez com expectativa de cortes de juros

Investidores voltaram a apostar que o Fed deve iniciar um ciclo de cortes de juros ainda este ano após o CPI de abril, o que deu novo impulso para as ações nos Estados Unidos

Bolsa de Nova York
Por Jessica Menton
16 de Maio, 2024 | 02:17 PM

Bloomberg — O Dow Jones Industrial Average ultrapassou os 40.000 pontos pela primeira vez nesta quinta-feira (16), à medida que os investidores se mostram confiantes de que a alta do mercado de ações pode continuar com a esperança de que o Federal Reserve comece a cortar as taxas de juros ainda este ano.

O mais antigo dos três principais índices de ações de Wall Street foi impulsionado pela perspectiva de uma economia americana resiliente, inflação em declínio e lucros corporativos robustos.

Foram necessárias 872 sessões de negociação até quarta-feira para que o Dow subisse 10.000 pontos e atingisse seu mais recente marco — ou um ganho de 33%. O índice recuperou todas as suas perdas decorrentes dos agressivos aumentos de juros do Fed nos últimos dois anos, mostram dados compilados pela Bloomberg.

“Tudo o que os traders queriam no último ano era que o Fed sinalizasse que os juros atingiram o pico,” disse Jamie Cox, sócio-gerente do Harris Financial Group, por telefone. “Com cortes de juros ainda esperados para este ano, isso impulsionou a última alta das ações, à medida que a realidade se estabelece de que os lucros das empresas além do setor de tecnologia também são fortes, ajudando a ampliar a alta.”

PUBLICIDADE

A marca foi atingida por volta das 12h (horário de Brasília). O índice acabou fechando em queda de 0,10%, abaixo desse patamar, aos 39.869 pontos.

Leia também: Corte de juro? Para Jamie Dimon, há ainda muitas ‘forças inflacionárias’ nos EUA

Dow's Road to 40,000 Milestone | It took 872 sessions for the index to set its latest 10,000-point milestonedfd

Embora o índice tenha evoluído ao longo do tempo desde que foi lançado em 1896 pelo jornalista americano Charles Dow, ele ainda é um indicador de ações muito mais restrito do que o S&P 500 ou o Nasdaq 100, ambos os quais também voltaram a registrar recordes.

PUBLICIDADE

Uma diferença crucial entre o Dow e o S&P 500 são os métodos usados para ponderar suas ações constituintes. O Dow é ponderado pelo preço, o que significa que as mudanças nas ações de maior preço têm um impacto maior no nível do índice do que as mudanças de preço nas ações de menor preço. O S&P 500, no entanto, é ponderado pelo valor de mercado.

Desde que o Dow ultrapassou 30.000 pontos em novembro de 2020, Goldman Sachs (GS), UnitedHealth Group (UNH) e Caterpillar (CAT) são os maiores contribuintes em pontos para o marco mais recente do índice — uma trajetória que levou mais de três anos.

A alta de 23% do índice blue-chip desde sua baixa de outubro de 2023 foi impulsionada por ações industriais, de tecnologia e de consumo, entre elas, as da American Express (AXP), que subiram mais de 70% nesse período.

“O mercado demonstra cada vez mais confiança em um cenário de pouso suave da atividade econômica ou até mesmo de ausência de pouso, no qual o crescimento econômico nos EUA continua sólido,” disse Lisa Shalett, diretora de investimentos da Morgan Stanley Wealth Management.

“Faz sentido que um grupo mais amplo de empresas, até mesmo aquelas que são mais cíclicas em áreas como setores industriais, materiais e energia, possam ter um bom desempenho.”

Veja mais em Bloomberg.com